Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Política de Uso

Publicado: Sexta, 28 de Junho de 2019, 12h36 | Última atualização em Sexta, 28 de Junho de 2019, 14h14 | Acessos: 1247

 

POLÍTICA DE USO DA VPN

1. Objetivo

O objetivo desta política é prover as diretrizes gerais para o uso apropriado de conexões VPN (Virtual Private Network), para acesso à rede computacional do CBPF, visando o bom desempenho do serviço e a segurança da informação no que tange aos aspectos de confidencialidade e integridade.

2. Escopo

Esta política aplica-se a todos os funcionários, terceirizados, bolsistas, alunos e visitantes, na utilização da VPN e que estejam devidamente autorizados e cadastrados na base de contas institucionais gerenciadas pela Área de Computação Científica da COTEC/CBPF.

3. Benefícios

A VPN (Virtual Private Network) é uma rede privada virtual que permite ao usuário receber um número IP da rede do CBPF em seu equipamento remoto. Dessa forma, mesmo não estando nas dependências do CBPF, o equipamento estará na rede do CBPF. O acesso via VPN utiliza encriptação de dados para a comunicação entre o equipamento remoto e a rede local do CBPF. Por meio da VPN do CBPF, usuários cadastrados podem acessar ao portal de Periódicos da CAPES, e demais repositórios digitais que o CBPF mantém assinatura, além de serviços institucionais com permissão de acesso apenas local.

4. Acessos via VPN

A conexão via VPN ao ambiente computacional instalado no CBPF é provido pela Área de Computação Científica da COTEC, por meio de uma conta de usuário, com vínculo institucional atualizado.

4.1) Os usuários autorizados a usar a VPN são:

  • Servidores, terceirizados, bolsistas do CBPF e alunos matriculados na Coordenação de Formação Científica. 
  • Demais visitantes que mantém vínculo com atividades de interesse do CBPF. Neste caso a solicitação deve ser feita pelo servidor responsável pela visita.

5. Política

5.1) Compete aos usuários com privilégios de acesso à rede local do CBPF via VPN:

  • Garantir a veracidade e exatidão dos dados pessoais fornecidos para o cadastro.
  • Ser responsável pelo seu acesso à Internet, por qualquer instalação de software necessário ou por qualquer valor associado à isto.
  • Assegurar que outras pessoas não autorizados tenham acesso permitido às redes internas do CBPF através de sua conta para utilização da VPN.
  • Todos os computadores conectados às redes internas do CBPF via VPN devem estar com as versões mais atualizadas de softwares antivírus, e com os últimos “patches” de segurança instalados.
  • Estabelecer somente uma única conexão VPN com a rede do CBPF.
  • Ter concordado com as "NORMAS DE USO ACEITÁVEL DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS DO CBPF", conforme OI-02/99 de 17/03/1999 do CBPF, e com esta “Política de Uso da VPN”.
  • Utilizar equipamentos com sistemas operacionais compatíveis com a infraestrutura de computação do CBPF.
  • Não alterar, sem prévio consentimento, a configuração default da VPN fornecida pela Área de Computação Científica da COTEC.
  • Aceitar que os equipamentos pessoais para acesso à VPN passam a ser uma extensão da rede do CBPF e como tal, estão sujeitas às mesmas regras, políticas e regulamentações que se aplicam aos equipamentos de propriedade do CBPF, ou seja, suas máquinas devem ser configuradas para atender às normas da instituição.
  • Não utilizar programas “peer-to-peer” sobre VPN.
  • Não utilizar o acesso VPN para transferência de grandes volumes de dados.

5.2) Compete ao CBPF:

  • Liberar todo o tráfego de dados entre a estação de trabalho do usuário e a rede local do CBPF numa única conexão (túnel VPN). Qualquer outro tráfego fora da VPN é descartado.
  • Monitorar o volume de dados das conexões VPN e desconectar qualquer sessão onde se verifique taxas divergentes da média normal das outras sessões que comprometam ao bom desempenho da rede local do CBPF.
  • Gerar e fornecer senhas válidas aos usuários dando acesso a VPN, pelo período de duração de sua conta, conforme Norma OI-02/99.
  • Auditar, quando necessário e com autorização do usuário, os sistemas utilizados a e a comunicação de dados para acesso, por meio de VPN a rede do CBPF, a fim de verificar a aderência aos requerimentos de segurança aqui mencionados;
  • A Área de Computação Científica da COTEC/CBPF poderá por motivos de segurança e/ou outros, suspender o serviço de VPN, sem aviso prévio;
  • A cada usuário será provido o acesso a rede do CBPF por meio da VPN de apenas 1 (um) equipamento devidamente registrado no cadastro de usuários da COTEC;
  • A autorização para utilização do serviço de VPN tem validade enquanto o usuário mantiver o vínculo com o CBPF.

Qualquer atualização desta Política de Uso da VPN estará implicitamente aceita pelos usuários atuais.

6. Considerações

Enquanto um computador está conectado ao servidor VPN, ele está logicamente conectado à rede interna do CBPF e também à Internet. Por questões de segurança, cada usuário da VPN deve desconectar-se do servidor VPN quando o acesso à rede do CBPF não é mais necessário. Os usuários VPN devem estar cientes que se sua conexão permanece estabelecida, sua conexão Internet é roteada e logada através do servidor VPN e a rede interna do CBPF. Isto resulta numa conexão lenta à Internet para o usuário VPN, além de afetar a performance da rede para o restante dos usuários do CBPF. Um aumento no tráfego Internet devido a falta de desconexão de usuários VPN resulta no aumento da utilização da banda disponível e afeta todo o CBPF.

7. Sanções

A violação desta política por qualquer usuário será reportada à Direção do CBPF que poderá tomar medidas para suspender de forma imediata, temporária ou permanente os seus privilégios de acesso a infraestrutura computacional do CBPF.

 

Qualquer sugestão, reclamação ou comentário, por favor encaminhe para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Fim do conteúdo da página