Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Infraestrutura

Publicado: Segunda, 01 de Abril de 2019, 10h33 | Última atualização em Segunda, 01 de Abril de 2019, 11h30 | Acessos: 609

O laboratório de altas energias do CBPF apresenta uma diversificada infra-estrutura voltada para o desenvolvimento e detectores e instrumentação científica na área. O laboratório encontra-se dividido em 4 setores funcionalmente integrados:

 

1. Laboratório Multiusuário de Física de Altas Energias

O laboratório Multiusuário do LAFEX tem três eixos de atuação: (i) desenvolvimento tecnológico de detectores e sua eletrônica adjacente, associados a grandes colaborações internacionais, (ii) sede de experimentos de menor tamanho físico em física de altas energias, como é o caso do experimento Modulation relacionado com pesquisa em matéria escura e o experimento para monitoramento de raios cósmicos no Polo Sul, denominado projeto CREAT (Cosmic Radiation Experiment at Antartida) no contexto do Programa ProAntar e (iii) Disponibilizar sistemas multi-usuários para diversos fins, como é o caso do sistema de teste de detectores de partículas utilizando varredura de fonte β em motor de passa XY.

Para a realização de suas atividades, o Laboratório Multi-usuário do LAFEX apresenta uma excelente infra-estrutura, a qual está em constante evolução desde sua inauguração em 2008. o Laboratório conta com dois técnicos de plantão, em eletrônica e computação. É dividido em 3 setores: (i) laboratório de detecção, ocupando uma área de aproximadamente 150 m2; (ii)  laboratório de eletrônica fina; e (iii) Data Center, cada um dos dois contando com uma área de 30 m2.

 

2. Laboratório de Instrumentação e Medidas - LIM


O Laboratório de Instrumentação e Medidas (LIM) dedica-se ao desenvolvimento de dispositivos, sensores, processos e técnicas de medidas.  Este esforço envolve o estudo do arranjo experimental e dos fenômenos físicos envolvidos, para a elaboração, projeto e implementação de protótipos, interfaces, circuitos eletrônicos, algoritmos, programas de controle e processamento de sinais.
Dentre as atividades de pesquisa e desenvolvimento destacam-se:

 

 

4. Javier Magnin DataGrid Center

O Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, tem diversos grupos envolvidos em colaborações internacionais, em várias áreas da ciência fundamental com uso intensivo de computação de alto desempenho, os assim chamados envolvidos em Big Data. Os pesquisadores do CBPF participam das colaborações Dark Energy Survey (DES), CFHT/MegaCam Stripe-82 Survey (CS82), VISTA-CFHT Stripe-82 Survey (VICS82), Spitzer (SpIES), Herschell  na área de astrofísica, participam também em  colaboração  envolvendo o estudo de neutrinos Angra, CONNIE, MINERvA, Double Chooz. Na parte de raios cósmicos participamos do Projeto Auger e agora nos envolvemos no Cherencov Telescope Array (CTA)  e finalmente, em física de altas energias participamos das colaborações  LHCb e CMS sediadas no CERN.

 

Estas experiências  tem em comum a produção de uma  grande quantidade de dados, que são recolhidos nos seus observatórios e analisados nos diferentes institutos  que fazem parte das colaborações.  Para realizar  estas analises são necessários sistemas de computação de alto desempenho, que cada grupo  de pesquisa procura montar. O CBPF conta com vários destes clusters de computação, distribuídos em vários laboratórios. Atualmente tem a capacidade de abrigar até 1.500 núcleos de computação  e com potencial de  chegar a 5.000 núcleos, com a expansão do sistema de ar condicionado e de carga elétrica.  O dataGrid center tem  as seguintes características:


registrado em: ,
Fim do conteúdo da página