O LHC e os mistérios do universo

COLÓQUIOS DO CBPF

O LHC e os mistérios do universo

 

Arthur Marques Moraes

Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas

 

Local: Auditório Ministro João Alberto Lins de Barros, no CBPF, rua Dr. Xavier Sigaud, 150, Urca, Rio de Janeiro (RJ).

Dia: 13 de junho 2017, terça-feira.

Horário: 16h (Entrada gratuita. Não servidores devem apresentar documento de identificação).

 

RESUMO

O Large Hadron Collider (LHC) é o maior acelerador de partículas do mundo e está em pleno funcionamento no CERN (Laboratório Europeu para Pesquisas Nucleares e de Partículas), localizado próximo à Genebra, na Suíça.

O LHC está instalado num túnel circular de 27 km de circunferência. Cerca de 12 mil cientistas, vindos de mais de 90 países, trabalham dia e noite naquele acelerador, procurando sinais que possam indicar alguma descoberta. Este é, atualmente, o maior e mais ambicioso projeto em física de partículas – e um dos mais ambiciosos em ciências já conduzido pela humanidade.

Qual a natureza da matéria escura? Qual a origem das massas das partículas que formam a matéria? Como se deu a evolução inicial do universo após o Big Bang? Existem dimensões-extras, além das já conhecidas do espaço-tempo? Essas e outras perguntas estão sendo investigadas no LHC.

Nesta palestra, falarei sobre alguns dos destaques da física já produzida pelo LHC, além das expectativas de novas descobertas. Também apresentarei exemplos de inovações tecnológicas que surgiram no desenvolvimento e operação desse acelerador.

 

BREVE CV

Arthur Marques de Moraes graduou-se em física na Universidade Federal de Goiás (UFG) em 1998. Especializou-se em metodologia da educação e obteve título de mestre em óptica quântica em 2000 pela mesma universidade. Em 2004, tornou-se PhD, pela Universidade de Sheffield (Reino Unido), com uma tese tratando de física de altas energias, relacionada ao ATLAS, um dos quatro grandes experimentos do LHC.

Foi pesquisador associado no Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Glasgow (Reino Unido) – onde, mais tarde, foi pesquisador avançado. Trabalhou também como pesquisador no Laboratório Nacional Brookhaven (EUA) e no Triumf, laboratório nacional do Canadá para a física de partículas e nuclear.

Atualmente, é pesquisador adjunto no CBPF e bolsista de produtividade em pesquisa (nível 2), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Trabalha atualmente como colaborador do experimento CMS (Solenoide Compacto de Múons), outro dos grandes experimentos do LHC, no CERN.

Recebeu várias premiações e auxílios no Brasil e no exterior (por exemplo, Itália, Reino Unido, EUA e Japão).

 

Mais informações sobre o palestrante:

http://lattes.cnpq.br/3687048436258064